App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Notícias
Categorias
Comprar Casa

Crédito habitação: Dicas e conselhos para quem quer comprar casa em altura de subida de juros

24 JUNHO 2022
Tópicos
Dicas Bancos Mercado Imobiliário Taxas de Juro Destaque Notícia Homepage Compra de Imóveis Compra e Venda de Casas Comprar Casa Comprar Casa em Portugal Crédito Habitação
A marca especialista em crédito habitação e pessoal, Twinkloo, deixa algumas dicas para saber se está na hora de procurar casa e prevenir novas subidas de juros.
A prestação da casa subiu em junho, colocando ainda mais pressão no orçamento familiar de muitas famílias que, nos últimos meses, já estavam a lidar com perda de poder de compra. À subida generalizada dos custos e aos efeitos da inflação, junta-se agora o aumento das taxas de juro e, consequentemente, das prestações de crédito habitação, segundo um comunicado enviado ao SUPERCASA Notícias.

Para Dina Raimundo, diretora-geral da Twinkloo, “é difícil saber ao certo quanto é que a prestação do crédito habitação pode subir, mas existem já alguns indicadores que devem servir de alerta para o que está para vir”.

Segundo a responsável, “se os valores da taxa de inflação se mantiverem elevados durante um ano, por exemplo, não restam dúvidas de que as taxas de juro dos nossos créditos, em especial habitação, também vão crescer para valores que os portugueses já não estavam habituados a ver desde 2015”. Por isso, alerta, “o mais importante é que as pessoas se preparem da melhor forma para evitar sobressaltos”. 

Para quem está preocupado com as taxas de juro no seu crédito habitação, a Twinkloo, marca especialista em soluções de crédito habitação e pessoal, deixa alguns conselhos que poderão ser úteis na hora de analisar a situação atual, prevenir novas subidas de juros e decidir se está na hora de mudar a sua situação atual em relação à procura de casa.

Taxa fixa, variável ou mista? 
Na hora de solicitar o seu Crédito Habitação, ou de o transferir, uma das primeiras questões que lhe será colocada relaciona-se com a taxa de juro pretendida. Esta decisão poderá influenciar o seu orçamento especialmente no médio e longo prazo.

Em Portugal, grande parte dos empréstimos bancários são de taxa variável. Poucas são as entidades, que disponibilizam na sua oferta taxa fixa ao longo de todo o crédito. A taxa mista começa a ser uma opção cada vez mais procurada pelos portugueses, em face da maior segurança e estabilidade  financeira que permite.

O aumento das taxas Euribor veio relançar esta discussão. Em condições normais de mercado, a prestação de um empréstimo a taxa de juro fixa é mais elevada do que a prestação indexada à Euribor. Mas, no atual contexto, esta é uma escolha que deve ser bem ponderada e analisada. O seu perfil financeiro, a estabilidade no emprego, a taxa de esforço e a possibilidade do seu rendimento mensal aumentar ou diminuir são fatores a ponderar na sua escolha.

Esta é a altura certa para comprar casa?
Gostava de mudar de casa e a subida das taxas de juro veio alterar essa vontade? Analise os prós e contras antes de dar esse passo e, antes de partir para o mercado, não se esqueça de que, nesta fase, é fundamental calcular a sua taxa de esforço, de forma a não dar “o passo maior do que a perna”.

A taxa de esforço é, no fundo, o cálculo que vai permitir perceber qual a percentagem do seu rendimento mensal que vai ser utilizada para fazer face aos seus compromissos financeiros. Assim, consegue perceber que rendimento fica disponível para as despesas do dia a dia, após pagar as obrigações com a totalidade dos créditos.

Pedir financiamento para comprar casa?
Comprar uma casa é um dos maiores investimentos que fazemos na nossa vida, e com um peso emocional muito forte. Como tal, esta é uma decisão que deve ser tomada com responsabilidade e contrabalançar a razão com o coração. 

Uma das lições que tirámos do contexto de pandemia é que, quando menos se espera, pode ser preciso lidar com situações para as quais não estávamos preparados. Os momentos adversos, como os que decorrem do atual conflito militar na Ucrânia e da subida da inflação e taxas de juro, vêm demonstrar novamente a importância de encontrar o equilíbrio financeiro para fazer face a situações inesperadas. 
Tópicos
Dicas Bancos Mercado Imobiliário Taxas de Juro Destaque Notícia Homepage Compra de Imóveis Compra e Venda de Casas Comprar Casa Comprar Casa em Portugal Crédito Habitação
Notícias mais lidas
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel