App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Notícias do Mercado Imobiliário
Categorias
Viagens

Dormidas no turismo registam ligeiro decréscimo em janeiro

1 MARÇO 2024
Tópicos
Alojamento Local Turismo Hotéis Investidores Estrangeiros Portugal Escapadinhas
Apesar de o alojamento turístico ter acolhido 1,5 milhões de hóspedes, um acréscimo face a 2023, nas dormidas a queda foi de 0,1%.
Dormidas no turismo registam ligeiro decréscimo em janeiro
Fonte: Freepik
Autor: Redação

O setor turístico verificou a primeira queda nas dormidas desde 2021, conforme revelam os dados desta quarta-feira partilhados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Ao que foi possível apurar, apesar de o alojamento turístico ter acolhido, em janeiro deste ano, 1,5 milhões de hóspedes, representando um acréscimo de 1,8% face ao período homólogo de 2023, nas dormidas, que totalizaram 3,5 milhões, existiu uma queda de 0,1% face ao ano anterior. 

A diminuição resulta, grosso modo, da diminuição das dormidas dos residentes, que terá caído de 2,6% para 1,1 milhões, tendo assim invertido a trajetória de crescimento que se verificou nos últimos três meses. Por outro lado, houve um crescimento de 1,2% das dormidas de não residentes, fixando-se no total de 2,3 milhões, o que ainda assim denota um abrandamento, já pelo terceiro mês consecutivo.

Dos principais mercados emissores destacam-se os turistas polacos, com aumentos homólogos acentuados, de +25,2%, e os irlandeses, com um acréscimo de +17,5%, e que correspondem, respetivamente, a 3,6% e a 2,4% do total de dormidas de não residentes em janeiro de 2024, que totaliza 73,1%. 

O INE destaca ainda o crescimento do número de turistas britânicos, com subida de 6% equivalente a um peso de 15,8% do total das dormidas de não residentes no mês em análise. Outras nacionalidades a destacar é a alemã, com 11,2% do total, e os espanhóis, com 8,8%. Estes últimos, ao contrário dos alemães, que cresceram 0,3%, registam um decréscimo de 12,2%, o maior entre os dez principais mercados emissores.

Tópicos
Alojamento Local Turismo Hotéis Investidores Estrangeiros Portugal Escapadinhas
Notícias mais lidas
Diferença entre domicílio fiscal e morada fiscal
Que documentação precisa para vender a sua casa? Dizemos-lhe
Cancelar a hipoteca: tudo o que precisa de saber
Diferenças entre um fiador e um avalista: entenda-as
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel