App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
instalar
Notícias
Categorias
Lifestyle

Economia portuguesa lidera o crescimento da UE em 2022

19 MAIO 2022
Tópicos
Destaque Notícia Homepage Portugal Economia Zona Euro União Europeia
Em contraciclo com os países da zona euro e com o conjunto da União Europeia, o PIB português deverá atingir os 5,8% em 2022, e fixar-se nos 2,7% no próximo ano.
Conforme as estimativas avançadas pela Comissão Europeia, em contraciclo com os países da zona euro e com o conjunto da União Europeia, o crescimento da economia portuguesa deverá atingir os 5,8% em 2022, e fixar-se nos 2,7% no próximo ano.

Os dois valores retratam uma revisão em alta das projeções de Bruxelas referente ao desempenho de Portugal, que se realça como o país menos afetado pela atual conjuntura económica ao nível europeu.

Globalmente, a Comissão Europeia corrigiu em baixa as suas previsões para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2022, para acomodar o efeito causado pelo aumento dos preços da energia, matérias-primas e bens alimentares, tal como o impacto da guerra na Ucrânia, que provocou uma forte desaceleração da economia. 

O crescimento previsto para 2022 na União Europeia foi revisto para 2,7%, em vez de 4%, como antecipado no exercício do Inverno; com o valor para 2023 a ficar também abaixo das previsões anteriores, nos 2,3%.

Como assinalou esta manhã o comissário europeu da Economia, Paolo Gentiloni, as consequências do aumento dos preços, disrupção das cadeias de abastecimento e, principalmente das tensões geopolíticas, manifestam-se de “forma muito diferente” nos Estados-membros da UE, com os países do Centro e Leste, mais dependentes do comércio com a Rússia e a Ucrânia, a sofrerem um “choque” maior provocado pela guerra.

A Comissão vai divulgar na próxima semana, na apresentação do pacote de Primavera do Semestre Europeu, o plano de desativação da cláusula de escape no final deste ano, ou se propõe o seu prolongamento em 2023. 

Gentiloni não quis apontar em que sentido é que o executivo trabalha, mas fez questão de afirmar que a instabilidade e incerteza, principalmente quanto ao prolongamento da guerra, ainda é grande e “a economia ainda está longe de uma situação normal”.

Previsão de inflação quase duplica na UE, para 6,8%
Portugal também é o país da UE onde se sentirá menos o impacto do aumento dos preços. A Comissão teve de ajustar quase para o dobro as suas previsões para a inflação em 2022, que deverá bater nos 6,8% na UE (6,1% na zona euro) e cair para os 3,2% (2,7% na zona euro) no próximo ano.

Os números portugueses também foram revistos em alta, contudo, as projeções indicam para um aumento menor do que a média europeia, de 4,4% este ano e 1,9% em 2023.

A expectativa da Comissão é que a inflação alcançará o pico no segundo trimestre deste ano, e iniciar uma diminuição que ainda será gradual até ao fim de 2022 e mais substancial em 2023. Gentiloni disse que este cenário tinha sido traçado com base nos preços futuros das matérias-primas.

Mas Bruxelas tem cálculos para cenários mais adversos, e até mesmo “severos”, como, por exemplo, de um corte total do fornecimento de gás russo à Europa, que “levaria a um corte de 1% no crescimento e um aumento de 3% da inflação”, atirando as perspetivas de crescimento para território negativo.

Tópicos
Destaque Notícia Homepage Portugal Economia Zona Euro União Europeia
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel