App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Notícias do Mercado Imobiliário
Categorias
Economia

Estás na casa dos 20? Aponta estas dicas financeiras

1 MARÇO 2024
Tópicos
Dicas Compra de Imóveis Comprar Casas Baratas Crédito Habitação Despesas Finanças Salários Jovens
Sabemos que esta pode ser uma fase complicada a nível de gestão financeira, e por isso, reunimos 4 dicas para te poder ajudar.
Estás na casa dos 20? Aponta estas dicas financeiras
Fonte: Freepik
Autor: Redação

A faixa etária que vai dos 20 aos 30 anos pode ser desafiadora em vários sentidos. Tudo é uma novidade, as descobertas são infinitas e as dificuldades podem avultar-se num momento em que, para muitos, é o verdadeiro início da vida adulta independente. Contudo, nada disto precisa de ser assustador, até porque ser jovem, sobretudo na casa dos 20, é um paraíso que só vais compreender muito mais à frente na tua vida adulta. 

Para te ajudar com as várias questões financeiras com que te poderás atravessar ao longo deste período da tua vida, o SUPERCASA Notícias preparou-te um pequeno guia para te orientar nas pequenas vicissitudes e dilemas que possas ter a nível financeiro. Queremos que te preparares para o futuro com uma mente sábia e uma carteira organizada, sendo para isso fundamental que te organizes, a nível orçamental, para conseguires, também, obter margem de manobra nas pequenas despesas com que te depares. 

Divide o teu salário de forma proporcional às tuas necessidades

Existe uma regra mágica que pode mudar tudo no que diz respeito à gestão do teu salário. O dinheiro que recebes todos os meses deve ser repartido estrategicamente para teres folga financeira nas variadas despesas do mês. Trata-se da regra 50/30/20, e que pressupõe que 50% do teu salário vá para necessidades, 30% para desejos e 20% para poupança.

Sabemos que, no início de uma carreira, as coisas podem não ser tão lineares assim, mas se conseguires, mês a mês, cumprir o pressuposto de que retirarás dinheiro para as despesas essenciais e deixes de lado uma quantia para poupanças, poderá chegar ao próximo mês com alguma margem de manobra para despesas imprevistas que surjam. 

É fundamental entender que dinheiro não se trata apenas de dinheiro (e que não poderás incorrer no típico chapa ganha, chapa gasta). Deves precaver-te para alguma eventualidade, e continuar, mesmo assim, a retirar uma parte para investires em ti e nos teus desejos pessoais. 

Já sabes onde queres viver? Pensa nisso

Uma das tomadas de decisão mais importantes da juventude é a saída de casa dos pais, que representa, sem dúvida, mais responsabilidades e despesas. Se gostavas de comprar uma casa, é importante que tenhas isso em conta na tua gestão orçamental - e sabemos como pode ser difícil, atualmente, juntar todo o dinheiro necessário para o efeito. Contudo, quanto mais dinheiro tiveres de parte, mais margem terás para suprir as despesas iniciais, como a entrada para a casa ou os impostos de transação. 

Mesmo que não consigas pagar na totalidade uma casa, que é praticamente impossível nos dias de hoje, vais ter menos sufoco financeiro a longo prazo no que diz respeito às prestações bancárias, e mais margem para retomar os hábitos de poupança depois de adquirida a habitação. 

Estuda os mercados financeiros e aprende literacia financeira

Sabias que Portugal é um dos países da União Europeia onde a taxa de literacia financeira é mais baixa? Pode parecer irrelevante, mas quanto mais conhecimentos tiveres acerca deste tipo de questões, mais facilmente te conseguirás guiar na tua vida, quer a nível económico, de gestão orçamental, quer na tomada de decisões que envolvam investimentos, contratualização de créditos ou conceitos financeiros e económicos que te possam afetar.

Hoje em dia é muito fácil estudar estas temáticas, havendo até, nas redes sociais, perfis de pessoas especialistas no assunto, e que poderás seguir para acompanhar os temas mencionados acima. Daqui a muitos anos, quando olhares para trás, vais agradecer por teres tomado o conhecimento sobre estes assuntos, pois fará a diferença nos tipos de decisões de investimento que tomares, e também para poderes obter algum retorno com eles. 

Sê ponderado no tipo de aventuras em que te metes

Sabemos que ser um jovem na casa dos 20 anos pode ser tentador para várias situações aventureiras e de impulsividade, sobretudo quando és um jovem que ganha dinheiro e sabe exatamente onde o quer gastar. Poderás até ter objetivos bem concretos, e que deves cumprir com peso e medida, mas aconselhamos a que ponderes bem os teus investimentos com este tipo de gastos. Há uma diferença, por exemplo, entre gastar o dinheiro que tens de lado para fazer uma viagem de sonho, ou entre, por exemplo, jantar todos os dias em restaurantes caros ou gastá-lo em saídas à noite exorbitantes.

Deves considerar que, mais tarde, poderás não ser capaz de realizar certas coisas, pois não terás poupado dinheiro suficiente, e daí ser necessária alguma ponderação adicional. 

Contudo, o nosso desejo é que aproveites a vida, realizes o máximo de objetivos possível, e que sejas um jovem adulto responsável e orientado!

Tópicos
Dicas Compra de Imóveis Comprar Casas Baratas Crédito Habitação Despesas Finanças Salários Jovens
Notícias mais lidas
Diferença entre domicílio fiscal e morada fiscal
Que documentação precisa para vender a sua casa? Dizemos-lhe
Cancelar a hipoteca: tudo o que precisa de saber
Diferenças entre um fiador e um avalista: entenda-as
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel