App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Notícias
Categorias
Imobiliário

Hotel B&B Guimarães: Inovação e Construção Sustentável são prioridades para o Grupo Casais

30 JUNHO 2022
Tópicos
Arrendar casa Braga Casas Sustentáveis Hotéis Sustentabilidade Casas para arrendar Turismo Viagens
O 1.º Edifício de Construção Híbrida da Península Ibérica é um exemplo de equilíbrio entre a Produtividade, Pessoas e Planeta. É o primeiro de uma “floresta urbana” que usa um biomaterial para armazenar carbono numa filosofia de economia circular.
Está em construção junto ao Polo da Universidade do Minho, em Guimarães, o complexo que inclui um Hotel B&B com 95 quartos, 44 studios para arrendamento e um espaço comercial. Será o primeiro edifício de construção híbrida da península ibérica utilizando Madeira de Engenharia e apenas 1/3 do betão de um edifício tradicional, segundo um comunicado enviado ao SUPERCASA Notícias.

O termo “edifícios híbridos” vem da combinação madeira-betão, sendo esta uma alternativa que beneficia duplamente o ambiente: pela redução de pelo menos 40% da utilização de betão e a utilização de madeira, um sequestrador de carbono natural.
 
Desta forma, além de reduzir a pegada de carbono incorporado na construção em mais de 60% quando comparado com um edifício tradicional, este é também um edifício inovador pelo seu processo de construção: foi desenvolvido com uma base BIM, numa lógica de indústria 4.0, com suporte em princípios de design for manufacturing and assembly. O processo de construção inovador, que implementa pela primeira vez na Península Ibérica uma estrutura com o Sistema CREE, permite acrescentar um piso a cada dois dias, incorporando já todos os componentes de instalações técnicas e acabamento interior, demonstrando assim que a inovação e construção sustentável são prioridade para o Grupo Casais.
 
Em fevereiro de 2022 foi lançada a primeira pedra, estando nessa data metade do edifício totalmente fabricado. Com cerca de 10.000 m² construídos, inicia dentro de 10 dias a fase mais interessante da empreitada com uma orquestração logística de assemblagem. Trata-se de um projeto que conta com um investimento de cerca de 11 milhões de euros, com a assinatura do arquiteto Mário Fernandes e que será inaugurado ainda este ano.

O sistema CREE apoia-se fortemente numa matéria-prima natural renovável – a madeira. A sua principal característica é o pré-fabrico padronizado de componentes individuais como painéis de teto, painéis de fachada, pilares e estruturas. Estes podem ser rapidamente montados no local da obra, reduzindo as emissões de carbono, o ruído e as poeiras e permitindo economizar tempo, recursos e dinheiro.

As componentes industrializadas que vão ser aplicadas neste projeto inovador, estão a ser fabricadas na Blufab, que é a unidade de construção off-site do Grupo Casais que abastece as obras com elementos fabricados e montados em fábrica.

No que se refere à utilização deste sistema de construção inovador, António Carlos Rodrigues, CEO do Grupo Casais refere que “O desempenho ambiental da Casais continua a evoluir de forma sustentada desde a decisão de implementação de programas de eficiência para potenciarmos os nossos edifícios de ‘Elevado Perfil Ambiental’. Recentemente, reforçámos este desempenho com a adoção de critérios ambientais, sociais e de governance (ESG), que agora abrangem desde Energia a Sistemas de Construção, como o que é disponibilizado pela CREE. A mentalidade e as soluções de madeira híbrida sustentável da CREE estão em sintonia com o nosso posicionamento presente e futuro na indústria da construção.” Salienta ainda que, “para satisfazer as necessidades dos nossos clientes, operamos em regime de Colaboração Contratual com os mesmos, através de contratos multi-projeto, com o propósito de participar desde a fase de design e conceção do produto até ao momento de construir. O alinhamento e a união de esforços são assim essenciais para o nosso sucesso. Essa união resulta nas parcerias que espelham uma comunidade constituída por clientes, parceiros e colaboradores.”

Além do inovador sistema CREE, o projeto contempla várias soluções off-site que integram preocupações de sustentabilidade ambiental ao nível da saúde ocupacional dos futuros utilizadores e da eficiência energética. É o primeiro edifício desta dimensão que armazena carbono e permite uma redução de 60% das emissões, incorpora interiores numa filosofia de economia circular onde 50% dos materiais podem ser reutilizados no final do ciclo de vida. Permite também uma redução de resíduos em 70% e da poluição sonora em mais de 50%, além de reduzir os prazos de execução em 50% em comparação com o tradicional. Contribui ainda para o aumento da qualificação profissional e a redução de riscos e acidentes.

Esta unidade hoteleira será implantada na Rua Rómulo de Carvalho, freguesia de Azurém, junto ao Campus da Universidade do Minho. É uma obra que resulta de um trabalho colaborativo entre o cliente, projetistas , construtor e várias empresas parceiras, que desde o primeiro dia contribuíram com soluções para responder aos requisitos de inovação deste projeto.

Tópicos
Arrendar casa Braga Casas Sustentáveis Hotéis Sustentabilidade Casas para arrendar Turismo Viagens
Notícias mais lidas
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel