App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Notícias do Mercado Imobiliário
Categorias
Imobiliário

IHRU assume objetivo de reabilitar 4 mil fogos no próximo ano

13 NOVEMBRO 2023
Tópicos
Governo IHRU Reabilitação Urbana Habitação Acessível
Existem ainda 14.165 fogos espalhados pelo país em diferentes estados de conservação, cuja reabilitação será realizada de “forma hierarquizada”.
IHRU assume objetivo de reabilitar 4 mil fogos no próximo ano
Fonte: Freepik
Autor: Redação

O Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) está a reabilitar cerca de 4.000 fogos, sendo expectável a reabilitação de mais 4.000 no próximo ano, afirmou a secretária de Estado da Habitação, Maria Fernanda Rodrigues, na passada sexta-feira, dia 10 de novembro, em Assembleia da República.

“Neste momento temos edifícios que correspondem a mais de 4.000 fogos que estão em reabilitação e temos programada a reabilitação para 2024 de mais 4.000. Portanto, isto é um universo considerável em termos de volume de trabalho”, disse, sublinhando que, em fase de contratação pública da empreitada de reabilitação, estão mais cerca de 700 fogos. Existem ainda 1.000 em projeto e outros 1.000 em pré-projeto.

No âmbito da discussão na especialidade da proposta de Orçamento de Estado para 2024, Maria Fernanda Rodrigues destaca ainda os 14.165 fogos do instituto público espalhados por todo o país, alguns dos quais em “situação muito grave” de conservação.

De acordo com a secretária de Estado da Habitação, os edifícios estão identificados, estando a ser realizada uma reabilitação “de forma hierarquizada, tendo em consideração o estado de conservação dos edifícios”.

Temos que começar pelos edifícios mais degradados, que são aqueles que necessitam de uma intervenção mais urgente, para depois irmos àqueles que estão num estado de degradação menor”, afirmou.

O maior obstáculo à reabilitação destes edifícios prende-se no facto de que o IRHU não é o proprietário de todos os fogos em determinados edifícios, tornando a sua reabilitação difícil, uma vez que existem proprietários de condóminos com poucos recursos e “sem capacidade financeira para fazer face ao valor da reabilitação que é preciso fazer”.

Nessas situações, aquilo que se está a fazer é, em colaboração com os municípios, fazer a identificação desses condóminos e integrá-los na estratégia local de habitação para que eles, através do programa 1.º Direito, essas pessoas como beneficiários diretos possam ser contempladas e, portanto, aí não tenham qualquer esforço financeiro para se efetuar a reabilitação do edifício”, esclareceu ainda.

Tópicos
Governo IHRU Reabilitação Urbana Habitação Acessível
Notícias mais lidas
Casas para recuperar: dê vida a um imóvel
Viver em Lamego: o que há para lá das Beiras?
Vila Nova de Milfontes: um guia para viver nesta localidade
Imóveis à venda em Torres Vedras: viva a alegria do Carnaval
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel