App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Notícias do Mercado Imobiliário
Categorias
Imobiliário

Investimento direto estrangeiro diminuiu 16% em 2023

29 FEVEREIRO 2024
Tópicos
Bancos Mercado Imobiliário Comprar Casa em Portugal Fundos de Investimento Investidores Estrangeiros Investimento Imobiliário Portugal
Apesar da queda, 2023 é o ano onde se verifica a maior incidência de investimento direto no setor imobiliário, conforme divulga o Banco de Portugal.
Investimento direto estrangeiro diminuiu 16% em 2023
Source: Freepik
Author: Redaction

O Banco de Portugal (BdP) divulgou esta quarta-feira, dia 28 de fevereiro, os dados relativos às transações de investimento direto estrangeiro (IDE) em Portugal, que reduziram 16% em 2023 face a 2022, tendo totalizado 6.800 milhões de euros. Contudo, deste total, mais de metade foi em investimento imobiliário. 

Os dados do BdP verificam que, do total das transações de IDE em território nacional em 2023, mais de metade, com um total de 3.900 milhões de euros, foram canalizadas para o mercado imobiliário, o que representa um crescimento de 22% face a 2022. Este crescimento faz de 2023 o ano com a maior incidência de investimento direto estrangeiro no setor, com o valor mais elevado registado desde o início da série do BdP, que iniciou em 2008.

Sobre o total das transações de IDE no ano passado, conforme revela o BdP, a maior parte foi proveniente de países europeus, representando 4.993 milhões de euros, seguidos de países da Ásia, com 1.175 milhões de euros. 

Assim, o stock de investimento direto estrangeiro no final de 2023 era de 18.000 milhões de euros, um acréscimo de 10.600 milhões de euros face ao ano anterior, enquanto que o stock do investimento direto de Portugal no exterior foi de 64.000 milhões de euros.

Neste sentido, o BdP comenta que, "desde 2008 ambos os 'stocks' têm aumentado, embora a ritmos diferentes", sendo que o IDE mais do que duplicou entre o final de 2008 e o final do ano passado, enquanto que o investimento direto do nosso país noutros do exterior, aumentou 22%. 

Tópicos
Bancos Mercado Imobiliário Comprar Casa em Portugal Fundos de Investimento Investidores Estrangeiros Investimento Imobiliário Portugal
Notícias mais lidas
Diferença entre domicílio fiscal e morada fiscal
Que documentação precisa para vender a sua casa? Dizemos-lhe
Cancelar a hipoteca: tudo o que precisa de saber
Diferenças entre um fiador e um avalista: entenda-as
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel