App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Notícias do Mercado Imobiliário
Categorias
Arrendar Casa

IRS: saiba como deduzir as despesas de arrendamento

27 FEVEREIRO 2024
Tópicos
Imóveis Mercado Imobiliário Autoridade Tributária e Aduaneira Governo Rendas Casas para arrendar IRS
Se em 2023 pagou renda da casa, saiba que os seus recibos já se encontram disponíveis no Portal das Finanças até dia 15 de março.
IRS: saiba como deduzir as despesas de arrendamento
Fonte: Freepik
Autor: Redação

As despesas com rendas de habitação pagas durante o ano de 2023 podem ser deduzidas no IRS deste ano. Para tal, é crucial garantir que todos os recibos de renda estão devidamente registados no e-Fatura. Caso os recibos eletrónicos não estejam visíveis no Portal das Finanças, não há motivo para preocupação, já que muitos deles só ficaram disponíveis até dia 15 de março.

No e-Fatura, pode não ser imediatamente visível a informação dos recibos eletrónicos de renda nos mosaicos relacionados com deduções provisórias em IRS ou despesas dedutíveis em IRS. A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) explica que ao passar o cursor sobre o mosaico "Habitação" e "Imóveis", pode aparecer a mensagem "Ainda não incluídos os recibos de renda eletrónicos". 

A falta de informação sobre os recibos eletrónicos de renda emitidos pelo senhorio no e-Fatura não deve alarmar os contribuintes, uma vez que a informação será disponibilizada pelo Portal das Finanças até 15 de março do ano seguinte à emissão dos documentos, como esclarece a AT.

Esta informação é crucial para inquilinos ou para aqueles que viveram em habitações arrendadas durante o ano passado. As rendas de casa são dedutíveis no IRS até um máximo de 502 euros, podendo influenciar significativamente o montante a pagar ou a receber no reembolso de impostos.

É importante observar que com o Orçamento de Estado para 2024, o limite da dedução das rendas em IRS aumentará dos atuais 502 euros para 600 euros, o que será aplicado no IRS a ser entregue em 2025.

Acompanhe estes e outros temas em SUPERCASA Notícias
Tópicos
Imóveis Mercado Imobiliário Autoridade Tributária e Aduaneira Governo Rendas Casas para arrendar IRS
Notícias mais lidas
Diferença entre domicílio fiscal e morada fiscal
Que documentação precisa para vender a sua casa? Dizemos-lhe
Cancelar a hipoteca: tudo o que precisa de saber
Diferenças entre um fiador e um avalista: entenda-as
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel