App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Notícias do Mercado Imobiliário
Categorias
Comprar Casa

Mais famílias optam por taxas mistas nos créditos habitação

21 FEVEREIRO 2024
Tópicos
Bancos Crédito Hipotecário Euribor Taxas de Juro Empréstimo à Habitação Inflação Prestação da Casa Taxa Fixa
A tendência da preferência por taxas mistas é justificada com a procura por uma maior estabilidade financeira e da pressão das Euribor nos últimos 2 anos.
Mais famílias optam por taxas mistas nos créditos habitação
Fonte: Freepik
Autor: Redação

As taxas Euribor não têm dado descanso aos mutuários de contratos de créditos habitação, que têm sentido, nos últimos dois anos, um aperto no pagamento das prestações, ainda que esta seja uma tendência a inverter, dados os sinais de descidas apontados. 

Antes, a taxa variável era a mais contratada nos créditos habitação, dando lugar à taxa mista com juros fixos como a preferência de milhares de famílias, seguida de taxas variáveis no período remanescente do contrato: "em 2023, assistiu-se a um aumento das novas operações de crédito habitação [própria e permanente] com taxa mista - isto é, empréstimos com taxa de juro fixa num período inicial do contrato, seguido de um período em que a taxa de juro é variável - que passaram de 16% do montante de novas operações em dezembro de 2022 para 71% em dezembro de 2023", explica o Banco de Portugal (BdP).

Contudo, apesar do alívio inicial, as taxas mistas acarretam um período de fixação curto e que deixa os mutuários protegidos apenas durante os dois ou três primeiros anos do contrato. Ainda assim, de entre as principais preferências para a escolha deste tipo de taxa, está a subida acentuada das taxas Euribor, a procura por uma maior estabilidade e a preferência por taxas fixadas no período inicial do contrato, que ficam mais baixas por conta de campanhas promocionais dos bancos. 

Assim, a taxa fixa é a escolha de mais agregados, sendo que em dezembro, de acordo com os dados mais recentes do BdP, este tipo de taxa havia sido contratada por 4,05% dos mutuários, enquanto a taxa variável foi contratada por 4,87%, nos novos empréstimos para habitação própria e permanente. 

Leia, no SUPERCASA Notícias, mais temas relacionados com a banca, finanças e economia
Tópicos
Bancos Crédito Hipotecário Euribor Taxas de Juro Empréstimo à Habitação Inflação Prestação da Casa Taxa Fixa
Notícias mais lidas
Diferença entre domicílio fiscal e morada fiscal
Que documentação precisa para vender a sua casa? Dizemos-lhe
Cancelar a hipoteca: tudo o que precisa de saber
Diferenças entre um fiador e um avalista: entenda-as
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel