App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Notícias do Mercado Imobiliário
Categorias
Comprar Casa

"Mais Habitação" pode ter impactos negativos para as famílias

29 JULHO 2023
Tópicos
Imóveis Mercado Imobiliário Compra de Imóveis Comprar Casa em Portugal IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis) IMT (Imposto Municipal sobre Transações) Portugal IRS Habitação Acessível Mais Habitação
A Imovendo anuncia impactos negativos do Programa "Mais Habitação", que provocou o desaparecimento de benefícios fiscais.
"Mais Habitação" pode ter impactos negativos para as famílias
Fonte: Freepik
Autor: Redação

Em comunicado enviado ao SUPERCASA Notícias, a imovendo diz que o fim dos benefícios fiscais (IMT, IMI, IRS e IVA), anunciados pelo Governo no Programa "Mais Habitação", será um golpe terrível para as famílias portuguesas e para o setor imobiliário em Portugal, aumentando os custos e desmotivando os investidores, respetivamente, o que vai perpetuar a crise habitacional e resultar na redução da atividade económica.
 

Veja, de acordo com a proptech imobiliária, os principais pontos de maior impacto:

Encarecimento da compra da primeira habitação

Com o desaparecimento da isenção de IMT e IVA, as despesas associadas à aquisição de uma primeira habitação aumentarão significativamente. Por exemplo, antes, um jovem casal que adquirisse uma casa com o intuito de a reabilitar, podia beneficiar da isenção de IMT, mas agora esse benefício deixou de existir. Com o aumento dos custos, muitas famílias de classe média podem ver-se impedidas de realizar o sonho de possuir um lar próprio.

Falta de incentivo à reabilitação urbana

A reabilitação urbana foi uma estratégia crucial para revitalizar áreas degradadas e preservar o património arquitetónico português. No entanto, com o fim dos benefícios fiscais de IMI para prédios reabilitados, muitos proprietários e investidores ficarão desmotivados para apostar na renovação de edifícios antigos. Por exemplo, um edifício histórico numa área degradada, que anteriormente beneficiava de isenção de IMI após a sua reabilitação, agora verá esse incentivo desaparecer. Isso resultará numa diminuição de projetos de reabilitação, afetando o desenvolvimento urbano do país.

Impacto na Economia e Emprego

O setor imobiliário tem sido uma das forças impulsionadoras da economia portuguesa. Contudo, com o desaparecimento dos benefícios fiscais, haverá uma redução na atividade do mercado imobiliário. Menos transações imobiliárias significam menos empregos e menos receitas fiscais para o Estado. Antes, a isenção de IMT para imóveis reabilitados atraía investidores e estimulava a criação de empregos na indústria da construção civil e alojamento local. Agora, esse incentivo desapareceu, o que poderá resultar numa crise em vários setores.

Acesso à Habitação

Portugal já enfrenta uma crise habitacional preocupante, com uma oferta limitada de habitações a preços acessíveis. O fim dos benefícios fiscais apenas agravará esta situação, tornando o acesso à habitação ainda mais difícil para as famílias de baixo e médio rendimento. Esta medida ignora a necessidade urgente de garantir o direito básico de uma habitação digna para todos os cidadãos e aprofunda as desigualdades sociais.

Tópicos
Imóveis Mercado Imobiliário Compra de Imóveis Comprar Casa em Portugal IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis) IMT (Imposto Municipal sobre Transações) Portugal IRS Habitação Acessível Mais Habitação
Notícias mais lidas
Mais-valias: Governo reduz prazo da morada fiscal
Que tipos de contratos de arrendamento existem? Conheça
O que é a permuta de uma casa? Entenda este conceito
Projeto arquitetónico vs Projeto estrutural: entenda a diferença
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel