App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
instalar
Notícias
Categorias
Imobiliário

Preço das casas sobem quase 13% nos primeiros três meses do ano

23 JUNHO 2022
Tópicos
Mercado Imobiliário Destaque Notícia Homepage Casas INE Preço das Casas
Os preços da habitação em Portugal não param de aumentar. Segundo o INE, a pandemia e, agora, a guerra contribuíram ainda mais para esta escalada de preços.
Segundo revela o Instituto Nacional de Estatística (INE), entre janeiro e março deste ano, verificou-se uma subida de 12,9% em relação ao mesmo período de 2021. A pandemia e, agora, a guerra vieram contribuir ainda mais para esta escalada de preços.

O INE ainda divulga que as casas usadas demonstram um incremento homólogo de 13,6%, maior que os aumentos de 10,9% das habitações novas.

Após os preços terem aumentado mais de 9% em 2021 e quase 12% no último trimestre do ano passado, o Índice de Preços da Habitação do INE do primeiro trimestre de 2022 volta a apresentar um aumento vertiginosa das casas no país. Em relação ao trimestre anterior, valida-se um acréscimo de 3,8%.

Ainda no primeiro trimestre do ano, foram transacionadas 43 544 habitações, um aumento homólogo de 25,8%, contudo, apresenta também uma diminuição em cadeia de 5,1%.

Neste intervalo de tempo, o valor das casas vendidas alcançou os 8,1 mil milhões de euros, mais 44,4% em relação a idêntico período de 2021.

As famílias foram o grande dinamizador do mercado, tendo comprado 37 840 unidades (86,9% do total), num valor global de sete mil milhões de euros (86,1% do total).

Os estrangeiros foram responsáveis por 5,9% do número total de transações (ou 2 556 habitações), que traduz um peso de 10,4% do valor total transacionado.
Tópicos
Mercado Imobiliário Destaque Notícia Homepage Casas INE Preço das Casas
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel