App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Noticias do Mercado Imobiliário
Categorias
Lifestyle

Previsões estimam um abrandamento da taxa de inflação na Zona Euro

30 NOVEMBRO 2022
Tópicos
Inflação Portugal Eficiencia Energetica Economia Zona Euro
Segundo dados do Eurostat, a taxa de inflação da Zona Euro caiu para os 10% durante o mês de novembro.
Fonte: Pexels
Autor: Redação

Tendo chegado a atingir valores recorde desde o ano passado, a verdade é que, a taxa de inflação tem vindo a subir desde junho de 2021, em consequência do aumento expressivo dos preços da energia, situação essa que se tem vindo a agravar desde a primavera, com as perturbações do mercado devido à guerra na Ucrânia. No entanto, segundo a estimativa provisória do Eurostat face ao mês de outubro, durante o qual se registou um IHPC (Índice Harmonizado de Preços ao Consumidor) de 10,6%, novembro apresenta um decréscimo a inflação em 6 pontos percentuais.

Divulgados esta quarta-feira, dia 30 de novembro, os dados provisórios do Eurostat comprovam que a energia tem sido a componente com taxa de inflação mais elevada desde 2021, apresentando uma variação homóloga de 34,9% face aos 41,5% registados em outubro. Nesta previsão, segem-se os alimentos, o álcool e o tabaco, que registaram uma variação homóloga de 13,6% em comparação aos 13,1% no passado mês. Relativamente aos bens industriais não energéticos, verificou-se uma estabilidade nos valores alcançados - na ordem dos 6,1%. E, quanto aos serviços, houve uma ligeira descida de 4,3% para 4,2% em outubro.

Portugal regista, assim, uma taxa de inflação estimada de 10,3%, ao contrário de Malta e Espanha, que registam os valores mais baixos de 7,2% e 6,6,% respetivamente. Entre os valores mais altos estão a Letónia, com 21,7% e a Estónia e Lituânia, com 21,4%, dados estes medidos com base no IHPC.


Tópicos
Inflação Portugal Eficiencia Energetica Economia Zona Euro
Notícias mais lidas
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel