App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Notícias do Mercado Imobiliário
Categorias
Lifestyle

Procuradoria-Geral da República reporta burlas em arrendamento

16 JULHO 2023
Tópicos
Imóveis Portugal Senhorios Casas para arrendar Segurança Redes Sociais
Estudantes e cidadãos estrangeiros são quem mais tem sido alvo desta prática.
Procuradoria-Geral da República reporta burlas em arrendamento
Fonte: Freepik
Autor: Redação

O alerta para burlas com arrendamentos foi levantado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), no seguimento de um elevado registo deste tipo de crime, que tem afetando sobretudo estudantes, cidadãos estrangeiros e arrendamentos de casas para férias. A sua expansão ganhou relevância "nas últimas semanas", de acordo com a tutela, pelo que é deixado o alerta a quem procura imóveis nas redes sociais e em operadores legítimos de comércio eletrónico. 

Publicados sobretudo nas redes sociais, estes "anúncios fraudulentos" apresentam imóveis com disponibilidade para arrendar, a um valor mais baixo do que imóveis em categoria semelhante, e com fotografias bastante apelativas que levam ao engano os interessados. A burla decorre da seguinte forma: os interessados respondem ao anúncio e são contactados pelos responsáveis, de forma geral, através do Whatsapp, e sempre por mensagens escritas. 

A PGR explica: "O agente criminoso (suposto senhorio) manifesta sempre que o imóvel está disponível de imediato, mas nunca se mostra disponível para que o mesmo seja visitado - alega sempre estar no estrangeiro e, muitas vezes, ser cidadão estrangeiro, não lhe sendo possível vir a Portugal. É frequente a narrativa fraudulenta de o senhorio ter deixado Portugal por motivos relacionados com o seu trabalho". Isto acontece, sobretudo, para proporcionarem uma reserva antecipada ao imóvel, exigindo às vítimas um pagamento.

Tudo isto pretende criar a "expectativa, na vítima, de que encontrou uma casa para tomar de arrendamento e, por essa razão, proceder ao pagamento antecipado de quantias que lhe são pedidas.", visto que após o pagamento da suposta reserva de visita ao imóvel, torna-se praticamente impossível identificar o titular, tratando-se de um ato criminoso de burla. 

A PGR conclui e avisa: "Este fenómeno criminoso é desenvolvido por grupos profissionais e organizados, que têm o propósito exclusivo de burlar". 

Em muitos casos, são até emitidas faturas e mensagens falsas, como se fossem de plataformas de referência, e a utilização de números de telefone pré-pagos, perfis falsos nas redes sociais e endereços de email forjados são algumas das técnicas utilizadas para atrair vítimas. Assim, a PGR pede que "se avaliem cautelosamente os anúncios de imóveis online, bem como os eventuais perfis dos seus autores, sobretudo quando todos os contactos são efetuados por meios digitais".

Tópicos
Imóveis Portugal Senhorios Casas para arrendar Segurança Redes Sociais
Notícias mais lidas
O que é a Área Bruta Privativa?
Casas para recuperar: dê vida a um imóvel
Melhores cidades do mundo em 2024: Lisboa e Porto em destaque
Vila Nova de Milfontes: um guia para viver nesta localidade
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel