App SUPERCASA - Descobre a tua nova casa
App SUPERCASA
Descobre a tua nova casa
Abrir
Notícias
Categorias
Lifestyle

Dia do Trabalhador: Fixando já gerou mais de 5 milhões de horas de trabalho em Portugal

2 MAIO 2022
Tópicos
Portugal Curiosidades
A Fixando anunciou hoje que já gerou mais de 5 milhões de horas de trabalho em Portugal desde a sua fundação em 2017, graças à sua atividade na ligação dos clientes a mais de 50.000 especialistas registados no país.
“Quisemos anunciar estes indicadores logo após o 1.º de maio – Dia do Trabalhador – por serem históricos e verdadeiramente impactantes, mas hoje o nosso objetivo é atingirmos as 9 milhões de horas já em 2024”, antecipa Alice Nunes, diretora de Novos Negócios da APP, segundo um comunicado enviado ao SUPERCASA Notícias.

A Fixando apurou estes resultados após analisar 150.000 contratações de serviços já realizadas na APP e que muito se deveram ao comportamento gerado pelo impulso da transição de negócios para o digital e também pelos novos hábitos de consumo que emergiram durante a pandemia.

Apesar do mercado dos serviços ter sofrido uma quebra em 2021, fruto dos longos períodos de confinamento que condicionaram a realização de inúmeras atividades, a empresa prevê uma recuperação ainda em 2022, com um crescimento na ordem dos 20%, e que atingirá os 30% em 2024.

Ainda que as dificuldades causadas pela pandemia tenham afetado muitas áreas de negócios, especialistas nas áreas do bem-estar (+54%) e dos cuidados e manutenção da casa (+24%) viram a sua atividade impulsionada no primeiro ano de pandemia, em comparação com 2019, fruto das circunstâncias pandémicas que levaram as pessoas a preocupar-se mais com a sua saúde física e mental e, consequentemente, com o local onde vivem e, em muitos casos, trabalham.

Quanto à presença das diferentes áreas de negócio no online, a Fixando explica que, lentamente, se verifica uma distribuição cada vez mais equilibrada por área, o que acompanha a tendência de procura dos últimos anos.  

Em 2017, as áreas da assistência técnica, do bem-estar e da casa totalizavam cerca de 75% dos especialistas inscritos na Fixando, sendo que em 2021 estas categorias passaram a representar 50% do número total de profissionais, com outras áreas, que anteriormente tinham uma presença muito reduzida no digital, a aumentar a sua força no online. No mesmo período, os serviços domésticos passaram de 1% dos inscritos na Fixando, a 10% em 2021, enquanto as aulas particulares registaram um crescimento de 1% para 6%.
Estes indicadores reforçam a importância do digital no mercado dos serviços, inclusive para especialistas e profissionais mais tradicionais, em que o online está a permitir recuperar e consolidar o seu negócio, face às adversidades dos últimos anos.  

“É no digital que está o futuro e, seja para especialistas ou para pequenas e médias empresas, é cada vez mais evidente e clara a importância de consolidarem os seus negócios no mercado online”, garante Alice Nunes. 
­
Tópicos
Portugal Curiosidades
Notícias mais lidas
Queres receber as últimas Super Notícias?
pixel pixel